Os benefícios para a saúde do azeite de oliva na dieta mediterrânea tornaram-se mais do que uma nova observação de cozinha industrial. A pesquisa clínica está comprovando benefícios para a saúde, mas os sabores e sabores gourmet também são bônus que vale a pena mencionar.

“O (…) paciente deve ser levado a compreender que ele ou ela deve assumir o controle de sua própria vida. Não leve seu corpo ao médico como se ele fosse uma oficina. ” – Quentin Regestein

Muito preferido como óleo de cozinha ou para uso em uma variedade de temperos clássicos, o azeite de oliva está sendo elogiado em alguns lugares como um delicioso companheiro para uma boa saúde. As pesquisas sobre os benefícios do azeite de oliva para a saúde são impressionantes, assim como os efeitos da dieta mediterrânea.

Descobertas Recentes

Azeite como redutor de colesterol

Em comparação com a culinária americana, especialmente os lanches e fast food predominantes nos Estados Unidos, a Dieta Mediterrânea intrigou o mundo médico. O European Journal of Clinical Nutrition publicou descobertas que indicam que a introdução do azeite de oliva em nossa dieta regular demonstrou uma redução no colesterol LDL (colesterol ruim). Isso é significativo porque, uma vez que o colesterol LDL é oxidado, geralmente resulta em rigidez da artéria e doenças cardíacas associadas.

Azeite na prevenção do câncer

Em um estudo comparativo realizado no Hospital Universitário Germans Trias Pujol, em Barcelona, ​​parece haver uma indicação de que os benefícios do azeite de oliva para a saúde também podem ser úteis na prevenção ou no abrandamento das células cancerosas. No estudo, ratos de laboratório foram apresentados a um agente cancerígeno que resultou em tumores cancerígenos. O estudo fornece evidências de que uma dieta semelhante à dieta mediterrânea, rica em azeite de oliva evita a carcinogênese colônica reduzindo o tecido pré-canceroso que resultou em menos tumores quando comparada a uma amostra controlada de ratos que ingeriram alimentos contendo outros tipos de óleos de cozinha.

Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, viram indícios de que o azeite de oliva pode realmente ser tão bom para o nosso sistema digestivo quanto frutas e vegetais frescos na prevenção ou redução da incidência de câncer de cólon. Enquanto a carne vermelha parece estar ligada ao desenvolvimento de câncer de cólon, peixe e azeite parecem reduzir a incidência de câncer de cólon. As razões por trás desse fenômeno ainda estão sendo consideradas, mas acredita-se que o azeite de oliva pode ajudar a regular o ácido biliar no estômago enquanto aumenta as enzimas úteis dentro do estômago que contribuem para a saúde ótima do cólon.

Azeite e saúde do coração

A American Heart Association também observou que o consumo de azeite tem “benefícios claros para a saúde”.

Azeite e pressão arterial baixa

Ao substituir outras gorduras por azeite virgem em sua dieta, os Arquivos de Medicina Interna indicam uma redução substancial nos requisitos de dosagem de medicamentos para o controle da pressão alta. Os resultados iniciais indicam que as reduções de dosagem podem chegar a 50%.

Descobertas Adicionais

Ao diminuir o nível de colesterol LDL (colesterol ruim), ocorre um aumento do colesterol HDL (colesterol bom). Os efeitos antioxidantes do azeite de oliva também foram amplamente relatados e são eficazes na redução dos radicais livres dentro do corpo que podem provar ser um agente causal no crescimento pré-canceroso e canceroso.

Os benefícios adicionais do azeite de oliva para a saúde podem ser encontrados em uma dieta mediterrânea que explora os diversos usos do azeite de oliva tanto na preparação de alimentos quanto nas opções de refeições balanceadas adicionais. Combinado, azeite de oliva e escolha alimentar apropriada parecem melhorar a saúde geral daqueles que seguem a dieta mediterrânea.

Palavra final

Embora os estudos continuem em andamento, é encorajador notar que algo que há muito é conhecido como bom gosto também pode ser um link para benefícios positivos para a saúde e longevidade. Uma adaptação da dieta mediterrânea pode ser uma mudança saudável, mas saborosa, que vale a pena considerar.